Acupuntura Clínica

bannerSite_integral6

 

A acupuntura é um sistema de tratamento oriundo da China,  no qual são utilizados estímulos em locais específicos do corpo com vistas a promover uma determinada ação terapêutica.

De acordo com a visão da medicina chinesa, o nosso corpo é feito de energia e elas fluem através dos órgãos através de canais de energia chamados meridianos. A acupuntura consiste, pois, na aplicação de agulhas em pontos definidos do corpo para se obter efeito terapêutico em diversas condições clínicas, modulando, assim, a energia que flui nestes meridianos.

Atribui-se a autoria do nome “Acupuntura” a um jesuíta europeu que, retornando da China, no século XVII, adaptou os termos chineses “Zhen” (agulha) e “Jiu” (moxa), associando às palavras latinas “Acus” (agulha) e “Punctum” (picada ou punção). A tradução literal do termo chinês, no entanto, é bem diferente. O correto seria Zhen Jiu, sendo cada um destes um método diferente de intervenção terapêutica.

A tradução ocidental causa a impressão de que o médico só trabalha com agulhas. Os pontos e meridianos também podem ser estimulados por outros tipos de técnicas, tais como dedos, caracterizando distintas técnicas de massagem, ventosas ou pelo aquecimento promovido pela moxa ou seja, um bastão de artemísia em brasa, que é aproximado da pele para aquecer o ponto de acupuntura. Modernamente há, também, a estimulação por laser e corrente elétrica.

Existem também estimulações terapêuticas de regiões específicas do corpo como o pavilhão auricular (orelha), as mãos e o crânio.

A acupuntura pode ser utilizada tanto para o tratamento de doenças clínicas, tais como gastrite, asma, colites, etc. como também para o tratamento de patologias dolorosas, tais como dores lombares, nos ombros, bursites, etc., fato este que acarretou a enorme aceitação do público em relação à técnica.